Em Outubro nos Museus

Museu da Chapelaria – S. João da Madeira
 
14 de outubro, 17h00
MODA INDÚSTRIA. MODA ARTE | Mesa Redonda com Maor Zabar e Kobi Levi
O Museu da Chapelaria e o Museu do Calçado apresentam a 4ª e última mesa redonda do ciclo "Moda Indústria. Moda Arte" que contará com a presença dos designers israelitas Maor Zabar (chapéus) e Kobi Levi (sapatos).
 A entrada é gratuita mas sujeita a inscrição prévia (museudocalcado.sjm@gmail.com ).
 
15 de outubro | 17h00
INAUGURAÇÃO “POR FAVOR, NÃO COMA OS CHAPÉUS DE MAOR ZABAR”
Exposição patente até 31 de março de 2018.
 
TODO O MÊS
VISITAS TEMÁTICAS | ÀS QUARTAS NO MUSEU
Todas as quartas-feiras, o Museu da Chapelaria propõe visitas temáticas às suas exposições e oficinas criativas especiais.
 Atividades disponíveis mediante marcação prévia.
 
Museu Nacional De Machado e Castro - Coimbra
8 de Outubro – 11h00 – Teatro – “O Cripropórtico de Aeminium”/ Teatro de Sombras/Mediante inscrição
13 de Outubro – 18h30 – Música – “Música no Museu”/Projecto musical ligado às artes plásticas.
18 de Outubro – 18h00- Visita Orientada/ “Significados da Arte Cristã: S. Lucas-Evangelista de Maria” por Raul Moura Guedes
19 de Outubro – 12h00 – Conferencia/”A Doação de Camilo Pessanha no acervo do MNMC” por Ana Alcoforado
21 de Outubro-10h00/12h00 – “Consultorio do Museu”/Traga a sua peça, nós aconselhamos
  
 
 
27 de Outubro – 10h00/17h00 – Workshop “Ciência Divertida no Museu”/Experiencias lúdico-cientificas
28 de Outubro – 16h30- Inauguração da exposição “Pintores Poetas. Pintura e Caligrafia na Coleção Camilo Pessanha”
 
Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso - Amarante
 
O Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso organiza, na tarde de 14 de outubro, sábado, um ateliê de fotografia, designado “Fotografia e Património Cultural, uma conversa aberta”, dirigido a todos os interessados, até ao limite de 40 inscrições.
 Dirigida pelo fotógrafo António Pinto “nesta conversa aberta serão abordados e discutidos os princípios básicos da fotografia, algumas técnicas e equipamentos que permitem o registo de imagem fotográfica, assentando no princípio do melhoramento dos resultados a obter. Com equipamento profissional, de amador, de ocasião, ou mesmo de telemóvel - lê-se no folheto que promove o evento - é objetivo principal maximizar os resultados, aumentando os conhecimentos do material disponível, as técnicas e abordagens”.
 
Casa da Cultura Teatro Stephens - Marinha Grande
Em outubro, a Casa da Cultura Teatro Stephens, na Marinha Grande, assinala o terceiro aniversário da sua reabertura, com programação de teatro e um concerto de Miguel Gameiro e os Pólo Norte.
A programação para o mês de outubro de 2017 é a seguinte:
13 de outubro . sexta . 21h30
XXII ACASO Festival de Teatro - LEÔNCIO & LENA A partir de Georg Büchner
Sinopse|   
“Dois reinos dividem o Algarve, o pequeno reino do Barlavento e o pequeno reino do Sotavento.
Leôncio e Lena são príncipes destes distintos reinos. Por vontade real os seus destinos cruzar-se-ão por vias do matrimónio. Ambos fogem para Lisboa. Sim, diz que se cruzam e sem se conhecerem apaixonam-se e casam. Ah o acaso e tal, mas não é bem assim.”
 
25 de outubro . quarta . 21h30
MIGUEL GAMEIRO & PÓLO NORTE | Espetáculo comemorativo do 3.º aniversário da reabertura do Teatro
Sinopse|
“Em 1994 junta-se a António Villas Boas e Tiago Oliveira para formar os Pólo Norte. Editam o primeiro álbum do grupo, "Expedição", produzido por Fernando Cunha (Delfins) e que viria a atingir o galardão de disco de ouro. "Lisboa", "Amor é" e "Grito" (com a participação especial de Miguel Angelo) foram algumas das canções mais marcantes. Em 1996 e depois de dois anos em concertos sucessivos por todo o país edita, "Aprender a ser feliz", gravado no estúdio de “Vale de Lobos" com a produção a cargo de “Fernando Júdice" (Trovante e Madredeus). "Aprender a ser feliz" chegaria também a disco de ouro. Em 1999 gravam o seu terceiro álbum, "Longe", produzido por Jony Galvão. Em 2000, o grupo sentia-se preparado para a gravação de um disco ao vivo, que viria acontecer na mítica Aula Magna, e que celebrava os inúmeros concertos realizados pela banda até então. Em 2002 ruma a Madrid, para a gravação de "Jogo da Vida", com a produção a cargo de Bori Alarcón. Em 2005, edita "Deixa o Mundo Girar" produzido por Steve Lyon, (Depeche Mode, The Cure), aclamado como um dos melhores trabalhos do grupo até então.
Desse álbum, "Deixa o Mundo Girar", "A Dança" e "Pele", foram a as canções com maior destaque.Em 2008 grava aquele que seria o disco de celebração de 15 anos de carreira, "Pólo Norte 15 Anos", que reúne os mais marcantes êxitos do grupo e dois originais "Asa Livre" e "Jeito de Ser".
Em 2010 Miguel Gameiro lança o seu disco de estreia a solo, "A Porta ao Lado” que atinge o galardão de Disco de Ouro com mais de 13.000 unidades vendidas. “Dá-me um Abraço” é uma das canções mais tocadas pelas rádios entre 2010/2011, tendo sido nomeada para os Globos de Ouro da Sic. Seguem-se as canções “O Teu Nome” e “Alquimia”, que também obtêm grande receptividade por parte do público.
Três anos depois de “A Porta ao Lado” e de muitos concertos um pouco por todo o país, Miguel Gameiro lança o seu segundo disco a solo “11 Canções”. “Já Não Canto Essa Canção” é o primeiro single extraído deste álbum, seguindo-se “Porque é que a gente não se dá”.
Em 2013 segue-se a compilação de 20 anos de carreira com a edição de “Miguel Gameiro & Polo Norte-20 Anos”. Ainda durante este ano é convidado por Mariza, para compor uma canção, que viria a ser um dos seus maiores êxitos de sempre “ O Tempo não pára”.
2017, marca o regresso de Miguel Gameiro com um novo disco a solo e com um novo espectáculo...”
 
27 de outubro . sexta . 21h30
XXII ACASO Festival de Teatro - ESTRANGEIRAS A partir de Slawomir Mrozek
Sinopse|
“A partir do texto de Slawomir Mrozek (Polónia) o clássico da dramaturgia mundial, “Os Emigrantes”, convidamos o público a experimentar uma nova abordagem.
Utilizando uma linguagem estilizada onde o principal alvo é o comportamento humano, os aspetos perversos e a loucura da sua vida quotidiana é criado um texto completamente novo.
Aproveitando a atualidade em que o mundo é diariamente confrontado com o fenómeno da emigração clandestina sem que o poder decisório encontre uma solução, é feita uma tentativa no sentido de explorar o absurdo de algumas situações limite onde os seus intervenientes continuam a sonhar com um regresso e uma vida de sonho inalcançável. Sendo a temática da igualdade do género um dos vectores de trabalho da TENDA, será apresentada uma dramaturgia completamente nova, inspirado neste clássico de forma livre e criativa, sendo que os dois protagonistas serão mulheres.”
Bilheteira: Teatro Stephens, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 e nos dias de espetáculos até às 22h00.
 
Paço dos Duques - Guimarães
 
No primeiro sábado de cada mês é possível participar na visita guiada, organizada pela Associação de Amigos do Paço dos Duques de Bragança e do Castelo de Guimarães. A entrada custa 3€.
Este mês vai estar em destaque a Espingarda do Seculo XVIII. Todos os meses é destacada uma peça da coleção com o objetivo de cativar o visitante.
Sala-Museu José de Guimarães
Artista vimarense, considerado um dos principais artistas plásticos portugueses de Arte Contemporânea encontra-se representado em museus e coleções públicas em todo o mundo e tem, no Paço dos Duques, uma sala com algumas das suas peças.
Leonardo da Vinci, o Inventor
Esta exposição apresenta um total de 21 maquetas reproduzidas em grande escala a partir de esboços originais do génio florentino. Inclui também cartazes com explicações que formam um guia de viagem didático ao mundo deste génio visionário e à época em que desenvolveu as suas criações.
 
Museu Municipal de Póvoa de Varzim – Povoa de Varzim
 O Museu Municipal da Póvoa de Varzim associa-se a outros sectores do Município para assinalar os 200 anos do nascimento de José Rodrigues Maio, conhecido por “Cego do Maio”. Para tal preparou uma exposição em que, através do recurso a um variado suporte documental, peças museológicas e fotografias, se pretende destacar a figura e a ação do mítico herói poveiro. Para além de lembrar os atos de bravura que o distinguiram no socorro aos náufragos, nomeadamente como Patrão do barco  “Salva-Vidas”; lembramos também outros nomes da larga galeria de heróis da Póvoa bem como o contexto social da pesca que era a sua realidade do dia-a-dia.
A inauguração será no dia 7 outubro, pelas 15h e esta mostra ficará patente durante o ano de 2018.
 
Museu Bordalo Pinheiro – Lisboa
Peportátil é o nome da oficina de produção vídeo com smartphone e que terá lugar de 11 a 13 de outubro, das 15h00 às 18h00, no Museu Bordalo Pinheiro. Inscrições pelo email servicoeducativo@museubordalopinheiro.pt.

Mensagens populares